Violência na rede, como se proteger?

artigos

“Faça um filtro antes de aceitar alguém como ‘amigo’, verifique o perfil desta pessoa, pesquise sobre ela, veja o tipo de conversa desta pessoa na rede, e o mais importante, compartilhe fotos e coisas pessoais, como endereço e rotina, apenas com seus verdadeiros amigos”. É o que diz Paulo Moraes, profissional na área de Social Mídia, analista de novas tecnologias e palestrante.

É certo que muitos de nós jovens agimos muito por empolgação ao criar uma conta em uma rede social e compartilhar da nossa intimidade na rede, mas calma aí, expor a vida assim na web pode lá ter as suas consequências. “Assim como você não deixa um desconhecido entrar na sua casa, você deveria tomar o mesmo cuidado na internet” diz a psicóloga do Núcleo de Pesquisas da Informática (NPPI) da PUC-SP Andréa Jotta.

O cyberbullying é uma “brincadeira” criminosa e que em alguns casos no mundo acabaram em suicídio. Abaixo listamos alguns cuidados que você deve ter nos relacionamentos pela net.

  • Jamais informe o seu nome de usuário e senha.

 

  • Não forneça dados da sua intimidade ou da sua rotina a nenhum usuário estranho.

 

  • A maioria das redes sociais e chats possuem a tecla “bloquear” ou “excluir”, não tenha medo de usá-las quando for ofendido ou molestado por estranhos.

 

  • Não responder as ofensas, isso gera uma guerra na rede e não se sabe onde vai parar.

 

  • Se necessário abra uma nova conta.

 

  • No caso de adolescente, se sofreu algum tipo de cyberbullyng, não hesite em contar para um adulto.

 

  • Se sofreu o cyberbullyng não apague as mensagens imediatamente, se possível de um pint screen (cópia da tela), e guarde como prova.

 

  • Se as ofensas passarem para a esfera das ameaças, ou se for menor de idade e sofrer assédio sexual de adultos, não hesite em procurar a polícia (delegacia de crimes virtuais).

 

  • No caso dos pais, é preciso ficar muito atendo às atitudes dos adolescentes e estimulá-los a falar sobre a situação.

 

  • No caso do cyberbullying é preciso antes ajudar quem sofreu a agressão do que punir o agressor.

 

Daniel Machado
Da redação do Destrave

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!

1 Comment to Violência na rede, como se proteger?

  1. sara's Gravatar sara
    12 de julho de 2013 16:18 Permalink

    ja sofri com o buling e as dicas funcionam thank´s