O sentido da nossa beleza

Ditadura da beleza / Reportagens

Por Ricardo Gaiotti*

A Palavra de Deus (Gn 1) narra a verdade fundamental do homem, criado à imagem e semelhança de Deus.

Saber que fomos criados por Deus em um desígnio único de amor nos distingui das outras espécies de criaturas; faz de cada um de nós únicos, dignos de todo o respeito e admiração. Porém, destruímos esta verdade quando reduzimos nossa beleza de criaturas a adjetivos como melancia, morango, pera, melão, tanquinho, sarado, etc. Todas estas definições são pobres diante da nossa essência, oriunda do Criador, que é o Belo por excelência. É semelhante a alguém que pode ganhar uma linda obra de arte, mas prefere ficar com o rascunho.


Somos chamados a viver a plenitude em Deus, assumindo que, se existimos é porque o Senhor nos criou, não por um desígnio qualquer, de uma coisa qualquer, mas Ele nos criou a partir de Sua própria natureza.

O certo é que não entendemos o mistério desta imagem e semelhança, pois, diante de tantos padrões de “beleza”, não conseguimos definir qual é a imagem de Deus nos homens; nos questionamos, inclusive, se os mais “belos” são os mais “abençoados”. Ora, beleza, no sentido estético, não possui correlação com imagem e semelhança de Deus.

Todos os homens são belos, pois são criados por Aquele que é belo por excelência: o Senhor. Sendo assim, tudo o que Ele faz é bom. Por consequência, somos belos, lindos, e podemos dizer: “Sou belo, pois o Senhor me criou assim”.

Destruímos esta verdade quando reduzimos nossa beleza a adjetivos como melancia, morango, pêra, tanquinho, sarado…

A beleza que nós infelizmente buscamos e colocamos como finalidade da nossa corporeidade tem sido fruto de um padrão cultural, não necessariamente decorrente da criação.

O sentido verdadeiro de ser imagem e semelhança do Senhor pode ser encontrado nas catequeses do Papa Beato João Paulo II no início de seu pontificado. Estas deram origem à chamada “Teologia do Corpo”.

Em uma destas catequeses ( de 6 de dezembro de 1978), o Santo Padre nos ensinou que, na narrativa da criação do homem, Deus manifesta o desejo de colocar o homem em evidência diante das outras criaturas. É como se o Criador entrasse em Si mesmo e, de modo particular, tirasse o homem do mistério do Seu próprio ser, ou seja, da Sua imagem.

Sendo assim, a imagem deve “espelhar”, quase reproduzir “a substância” do seu Protótipo. O Criador diz também: à nossa semelhança. É óbvio que não se deve entender como um “retrato”, mas como ser vivo, que viva uma vida semelhante à d’Ele. A definição do homem “imagem de Deus” evidencia aquilo que faz com que este homem seja “um ser distinto de todas as outras criaturas do mundo visível”, afirmou o Santo Padre.

Portanto, somos chamados à existência por um ato de amor do Senhor. Assim, belos desde origem, uma vez que ser imagem e semelhança é participar da vontade de Deus e comunicá-la aos homens, pois “Deus, vendo toda a sua obra, considerou-a muito boa” (Gn 1, 31). Devemos assumir a iniciativa do Senhor em nos criar à sua imagem e semelhança, assumindo que somos belos, porque o Senhor nos fez assim!

*Ricardo Gaiotti é advogado, missionário da Canção Nova

Assista o vídeo “O valor do meu corpo”

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!

7 Comments to O sentido da nossa beleza

  1. Lúcia Maria Pinheiro Sardenberg's Gravatar Lúcia Maria Pinheiro Sardenberg
    26 de outubro de 2011 13:12 Permalink

    Muito Bom o texto! Oxalá todos os cristãos chegassem a experienciar estas verdades:
    “O Criador entra em Si Mesmo e tira o homem do mistério do seu próprio ser, ou seja, da sua imagem.”
    “Somos chamados à existência por um ato de Amor do Senhor”. Isto é magnífico da parte de Deus para nós seus filhos amados. Bem diz São João que “nós nascemos da vontade de Deus e não da vontade da carne e do sangue.”
    Se vivéssemos nesta consciência, nesta verdade de ser imagem e semelhança de Deus, não teríamos baixa-estima, complexos, solidão, mêdos. Viveríamos no AMOR e seríamos Amor para os outros.
    Imagem de Deus – é puro Dom!
    Semelhança de Deus – é intimidade com Ele . É trabalho. É busca do conhecimento interno de Nosso Senhor Jesus Cristo, modelo de Humanidade, de estilo de vida para nós.
    Que o Espírito Santo de Deus nos ajude a nos assemelharmos a Cristo Jesus. Amém!

  2. Érica Cristina's Gravatar Érica Cristina
    26 de outubro de 2011 14:17 Permalink

    Por muitas vezes nos pegamos em frente a um espelho ,questionando nossa beleza exterior. Mas quase nunca questionamos a nossa beleza interior. Devido a cultura que se tem hoje da magreza,acabamos não dando valor a beleza mais importante, que é a beleza interior. Pois ela nunca irá passar, mas a exterior sim!

  3. Joséfa's Gravatar Joséfa
    3 de novembro de 2011 11:48 Permalink

    Este tema foi muito bom , me ajudou muito no meu trabalho e entende melhor o assunto sobre estética … Obrigada

  4. silvana alves maia's Gravatar silvana alves maia
    8 de novembro de 2011 18:48 Permalink

    Deus ao criar o homem partindo de sua propria essencia tambem o diviniza.Oque pode ser mais belo?

  5. Norma's Gravatar Norma
    18 de novembro de 2011 17:51 Permalink

    Deus não poderia ter nos feito melhores,porque buscou em Sua própria Imagem e Semelhança o “molde” para nos criar.

    “Bendito sejas,Senhor,por me haverdes feito de modo tão maravilhoso.” Sl 138

  6. silvana maria alves's Gravatar silvana maria alves
    12 de abril de 2012 17:02 Permalink

    EU AMEIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!rnEU me identifiquei com esta palavra pois tocou mais profundo em meu coraçao, hoje em dia para os homens e ate mesmo para as mulheres, buscam a realizacao de algo depositando toda sua confiança e amores em corpos bonitos e roupas provocantes, coisas que na verdade nao importa, na verdade o que é mais importante nesta vida é estar em dia com Deus e acreditar e conviver bem com as pessoas, com amor e dedicaçao….rn***** O AMOR VERDADEIRO *******rnÉ eterno, pois o amor de Deus é para sempre…..rnrnA ESPERA DO AMOR VERDADEIRO VEM, MAS NO MOMENTO CERTO…rnrnDEUS SEMPRE ME DA ESTA PALAVRA…. E EU AMO… ACHO MUITO LINDA!!!rn************ MONÓLOGO DA PASTORA ************rnrnOH, ESTA É A VOZ DO MEU AMADO!!!!!!!rneilo que aí vem , rnsaltando sobre os montes,rnpulando sobre as colinas.rnMeu Amado é como um cervozinho.rneilo atrás de nossa parede.rnOlho pela janela, espreito pelas grades.rnMeu bem -amado disse-me :rn” levanta-te, minha amiga, vem formosa minha.rnEis que o inverno passou, cessaram e desapareceram as chuvas.rnApareceram as flores na nossa terra,rnvoltou o tempo das cançôes.rnEm nossas terras ja se ouve a voz da rola.rnA figueira já começa a dar os seus figos,rne a vinha em flor exala o seu perfume.rnLevanta-te, minha amada, rnFormosa minha, e vem.rnMinha pomba, oculta nas fendas do rochedo, rne nos abrigos das rochas escarpadas,rnMOSTRA-ME O TEU ROSTO….rnFAZE-ME OUVIR TUA VOZ…..rn*******************************************************rnDEUS É FIEL……rn********************************************************rnNO TEMPO CERTO ELE REALIZA NOSSOS SONHOS…..rnrnSILVANA MARIA ALVES…….rnJESUS ESPERO SUA HORA, POIS NAO É A MINHA HORA.

  7. saleciano rocha gois's Gravatar saleciano rocha gois
    29 de julho de 2015 11:33 Permalink

    muito bom,é uma verdade, falando-se à respeito do homem como semelhança de Deus, e sua beleza.