Uma cruz que conquista os jovens

Jornada Mundial da Juventude / Reportagens

A cruz da JMJ tem caminhado pelas estradas do mundo como sinal do amor e da força de Deus. Em 2000 ela chegou à inesquecível Jornada Mundial da Juventude de Roma, onde mais de 2 milhões de jovens celebraram o jubileu com o Santo Padre.

Em todas as edições, dentre as muitas atividades deste evento, é reservado um momento especial com essa cruz, que se tornou o símbolo desse encontro juvenil com o Pontífice. A alegre adesão dos jovens a essa iniciativa testemunha a seriedade com a qual a acolheram. Refletindo sobre o valor dela muitos podem, como declarou o Papa João Paulo II aos jovens, “descobrir o sentido de sua existência, e a fonte do seu entusiasmo missionário”.

A Cruz da JMJ assume um significado afetivo para os jovens. Eles querem tocá-la, beijá-la e contemplá-la.

Os jovens se sentem questionados pelo imenso amor que demonstra o silêncio da cruz e se deixam conquistar por ela. Tantas vocações nasceram da contemplação desse objeto. Diversas vidas estiveram aos seus pés para servir o Senhor.

Assim como ocorreu nos outros países pelos quais ela peregrinou, em Roma se via jovens profundamente recolhidos diante dela. Uns a beijavam, outros a tocavam, outros a contemplavam.

De 15 e 20 de agosto dessa edição, a cruz foi protagonista de uma importante Via-Sacra, atravessando o Fórum Romano e chegando ao Coliseu. No Circo Máximo, milhares de jovens buscaram o sacramento da reconciliação e mais de 2 milhões participaram da Santa Missa final com o Santo Padre em Tor Vergata.

A cruz da JMJ percorreu o imenso território canadense pelos mais diversos meios

No ano de 2001 a cruz dos jovens passou das mãos dos italianos para as dos canadenses e iniciou uma peregrinação pelo imenso território desse país, viajando de avião privado e comercial, puxada por cães com trenó, transportada por guindastes, tratores, barcos à vela e de pesca. Visitando paróquias, cárceres de jovens, escolas, universidades, centros comerciais, hospitais.

Em Fevereiro de 2002, a cruz interrompe a sua peregrinação no Canadá e viaja para os Estados Unidos. Lá, ela é colocada no “ground zero” em Manhattan, Nova York, local dos atentados terroristas de 11 de Setembro. A cruz é sinal de consolo e ao mesmo tempo de esperança para o povo americano.

A cruz voltou ao Canadá em abril de 2002, quando um grupo de Québec chamado “Portageurs” partiu da Catedral de Montreal e levou-a a pé até Toronto, numa jornada que durou 43 dias. Durante esse trajeto, como sempre, ela atraiu muitos que desejavam tocá-la, contemplá-la e rezar diante dela.

A Cruz da JMJ vai até o “Ground Zero” em Manhattan após os atentados de 11 de Setembro

Chegou a Toronto, cidade cosmopolita, como marcante sinal da fé cristã na Jornada Mundial da Juventude de 2002 e foi levada em procissão pelas ruas da cidade, comovendo crianças, jovens e adultos, crentes e não crentes, causando grande impacto sobre o público.

Dessa forma, a cruz da JMJ foi conquistando os jovens, e não só isso, foi transformando a vida de quem a tocou e a contemplou, ajudando muitos a descobrirem o significado da fé cristã.

No próximo episódio, João Paulo II confia o ícone de Maria para acompanhar os jovens; e a cruz vai peregrinar o território alemão.

Veja os temas anteriores:

O início da peregrinação da cruz da JMJ

Uma cruz que rompe barreiras e gera unidade

“Sigam a cruz peregrina” disse João Paulo II

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!

4 Comments to Uma cruz que conquista os jovens

  1. Celso Moraes de Souza's Gravatar Celso Moraes de Souza
    4 de agosto de 2011 20:05 Permalink

    Aqui em Ibiporã-Pr nós também estavamos esperando a cruz mas ela vai para a Warta-Londrina, mas não tem problema nós faremos nossa missa-adoração em comunhão comm os outros irmãos, obrigado..Paróquia São Rafael-Ibiporã-Paraná-Brasil…

  2. Bruno Lucena's Gravatar Bruno Lucena
    4 de agosto de 2011 22:38 Permalink

    é…
    sonhos se realizam!
    deve ser da hora ira a JMJ, mas como não posso, fico a sonhar.
    é essa a crus, o motivo maior que não me faz desistir
    abraços
    bruno lucena
    aracaju/se

  3. Gilson Aurélio Santos.'s Gravatar Gilson Aurélio Santos.
    5 de agosto de 2011 05:20 Permalink

    Essa pelegrinação da Cruz de Jesus é um ótimo exemplo p/ a umanidade , eu gostaria muito de participar dessa caminhada da Cruz onde quer que seja , somos todos filhos de Deus e por isso devemos sempre demonstrarmos que somos católicos fiéis p/ com Cristo e levarmos sua Crus onde quer que seja………………
    Desejo muito que nossos irmãos jovens sejam muito felizes nessa caminhada e Deus os abençõe……

  4. Farid Zahar Filho's Gravatar Farid Zahar Filho
    5 de agosto de 2011 11:27 Permalink

    Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo!
    Senhor Jesus, nós vos adoramos na vossa Santa Cruz e vos rendemos graças em vossa Gloriosa Ressureição, coragem e perseverança no caminho da santidade a todos os jovens.
    A Paz e a Graça do Senhor Jesus seja com todos os jovens.
    Farid Zahr Filho – fiel no Brasil da Santa Igreja Católica Apostólica Romana – Rito Oriental Maronita do Líbano.