'Sexting': falta de limites e tecnologia

artigos / Cultura Digital / Reportagens

Por Daniel Machado
produtor do Destrave

Monique, uma jovem de 15 anos, estava namorando Alex, da mesma idade. Certa dia, namoravam pelo celular e a conversa esquentou. Ele lhe fez um pedido inusitado: que ela tirasse uma foto ou fizesse um vídeo, ali mesmo, nua, com poses sensuais, e enviasse a gravação para ele via telefone móvel, tipo SMS. De início, a adolescente rejeitou a proposta, mas o jovem insistiu e afirmou que estava com saudade e que a foto ficaria só com ele. Como ela estava apaixonada, cedeu aos seus apelos e, na intimidade do seu quarto, fez um miniensaio erótico e o enviou pelo celular.

Monique – no fervor e na inocência dos seus 15 anos – só não contava que, em apenas um mês, Alex terminaria o namoro com ela, e o pior: que o seu “ensaio sensual”, feito ali no seu quarto, estaria girando em todos os celulares e redes sociais na internet. Desesperada, a jovem só viu uma saída para fugir da vergonha e da gozação da galera na escola: conseguiu um grande número de comprimidos e, no mesmo quarto em que fez as imagens, cometeu suicídio.

Os nomes são fictícios, mas a história é real. Aconteceu com uma jovem nos Estados Unidos depois de ter tido suas imagens sensuais expostas na rede mundial de computadores. O que esses dois jovens praticaram está se tornando uma febre entre os jovens, o chamado “sexting”.

O nome deriva da junção de dois radicais oriundos da palavras “sex” (sexo) e “ting” (sufixo de “texting” = texto), o que origina o nome dessa prática: “sexo por mensagens”. Isso mesmo, o jovem tira uma foto erótica ou faz um vídeo de alguma parte do corpo – como órgãos genitais, seios ou faz poses mais sensuais – e a envia para alguns grupos de contatos via telefone móvel. Logo, a imagem começa a circular numa velocidade incontrolável pela web juntamente com as consequências de tais comportamentos.

Atrás dessa exposição estão escondidos perigos incalculáveis e incontroláveis que, a curto prazo, destroem a vida de uma pessoa. Um adulto, por exemplo, que adere a esse tipo de relacionamento, além de cometer um crime, pode ter sua carreira profissional abalada, já que, hoje, empresas de recrutamento usam cada vez mais a internet para ver o perfil de seus colaboradores.

O fenômeno WhatsApp 

A mais nova plataforma de compartilhamento de mensagens instantânea se chama WhatsApp, um aplicativo para dispositivos móveis que permite compartilhar textos, fotos e vídeos com milhares de pessoas num espantoso efeito cascata, e que tem levantado polêmicas sobre os limites da intimidade compartilhada. Há quem diga, inclusive, que este aplicativo – que conta com mais de 350 milhões de usuários em todo o mundo – já virou um armazém de pornografia. As vítimas? 90% de mulheres expostas em grupos de amigos, escolas, trabalho, futebol etc.

Dois casos dessa superexposição abalou o Brasil nos últimos tempos. Uma jovem de Goiânia (GO), que filmou a relação sexual com seu amante e teve o conteúdo vazado via WhatsApp; e uma jovem do Piauí (PI), que cometeu suicídio depois que teve seu vídeo erótico compartilhado pelo mesmo aplicativo. Para além da nossa avaliação moral sobre o caso, é importante notar que existe uma geração que avança à velocidade da comunicação da mesma forma que pede socorro, porque não sabe lidar com o vazio existencial cada vez mais compartilhado.

Superexposição na rede: nosso sagrado em perigo

Em 2009, uma pesquisa realizada nos EUA constatou que 20% dos adolescentes americanos diziam ter enviado ou recebido fotos eróticas pelo celular, e 39% alegaram ter recebido ou enviado mensagens sexualmente sugestivas. No Brasil, a ONG Safernet informou que cerca de 11% dos estudantes brasileiros, entre 15 e 18 anos, já praticaram o “sexting”, compartilhamento de imagens íntimas ou sensuais em ambientes virtuais. Mas com a explosão dos dispositivos móveis, como os smartphones e aplicativos como WhatsApp e SnapChat, este número já deve ter aumentado muito.

Para a especialista em Marketing Digital Martha Gabriel chegamos num tempo em que tão importante quanto falar de inclusão digital é preciso falar de educação digital. “Muito se fala no Brasil de inclusão digital, mas pouco se fala de educação digital. Se nós incluirmos sem educar, vamos colocar uma arma nas mãos das pessoas contra elas mesmas”, diz a especialista. (confira entrevista)

Responsabilidade dos pais 

Segundo Sônia Makaron, psicanalista e elaboradora de uma cartilha de segurança na rede para pais e jovens, a atenção e o diálogo com os filhos ainda é a melhor forma de evitar danos futuros. “Estar atento sempre. Mas isso não quer dizer patrulhamento. Estar atento é a expressão de quem se importa, de quem cuida. Ser presente, conversar com seu filho, procurar saber o que lhe interessa na internet e fora dela. E ‘ficar ligado’ para tomar providências quando perceber sinais ‘estranhos’ e diferentes no comportamento dele”, aconselha a profissional. (veja a matéria no link abaixo)

Como se proteger na internet

O “sexting” é a prova de que a combinação tecnologia + explosão de hormônios pode ser = a má reputação digital e, é claro, ao deboche social. E numa geração que já não consegue lidar com frustrações, fica a pergunta: onde vamos parar com isso tudo?

 

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!

36 Comments to 'Sexting': falta de limites e tecnologia

  1. Ataíse Pereira's Gravatar Ataíse Pereira
    27 de junho de 2011 20:27 Permalink

    algo muito triste isto mostra que nao devemos confiar nas pessoas de pressa, principalmente nos nossos relacionamentos, temos que pouco a pouco, observando quem realmente sao as pessoas.È dificil saber realmente em que podemos confiar. Pedimos a DEUS por essas pessoas que brincam com os sentomentos dos outros e ate mesmo acabam com a vida do outro.

  2. GESSYK MAGALHAES's Gravatar GESSYK MAGALHAES
    27 de junho de 2011 22:07 Permalink

    Li um livro que se chama ‘os treze porques’ de clay jesen fala do mesmo assunto

  3. francisco de assis's Gravatar francisco de assis
    27 de junho de 2011 23:05 Permalink

    ISSO NOS MOSTRA QUE,A NOSSA INTIMIDADE É SANTA,ATÉ MESMO NOS QUE SOMOS CASADOS DEVEMOS RESPEITAR O NOSSO CONJUGE.A MOMENTOS QUE PRECISAMOS FICAR SOZINHOS,E TAMBEM ISTO É INTIMIDADE COM DEUS.POR TANTO,QUANDO ALGUEM PEDE ISSO COMO PROVA DE AMOR,É MENTIRA,QUE AMA RESPEITA O PRÓXIMO.PAZ E BEM A TODOS…

  4. GUTEMBERG BEZERRA's Gravatar GUTEMBERG BEZERRA
    28 de junho de 2011 02:51 Permalink

    EU DIGO MUITO AOS MEU AMIGOS E AMIGAS QUE O DEMONIO É ESPERTO ELE QUER SO UMA COISA PARA DESTRUIR AS CRIATURAS DE DEUS.VAMOS MEU IRMÃOS E IRMÃES SER MAS ESPERTO DO QUE O DEMONIO VAMOS SER JOVENS SANTO,ESPERTO MAS ESPERTOS COM DEUS.

  5. Ludmila's Gravatar Ludmila
    28 de junho de 2011 03:27 Permalink

    è muito triste ver isso acontecendo, e aumentando cada vez mais.Apoós todo constrangimento vivido realmene as pessoas são capaezs de suicidarem..(experiência própria).Mas Deus é maior!

  6. Rafael's Gravatar Rafael
    28 de junho de 2011 04:55 Permalink

    O instigamento à sexualidade sem limites é que provoca estas situações desastrosas. Os jovens acham Deus fora de moda! Estão sendo tragados pelo orgulho e prepotência – muitas vezes alimentados pelos próprios pais! Acordem…

  7. MARCIA SANTOS's Gravatar MARCIA SANTOS
    28 de junho de 2011 05:38 Permalink

    O QUE MAIS ME PREOCUPA HOJE, É O QUE SERÁ DA VIDA DESSAS CRIANÇAS, DAQUI Á 2 ANOS, POIS SE UMA ADOLESCENTE SE TRANCA NO QUARTO, FAZ POSSES SENSUAIS E OS PAIS NÃO VEEM, DAQUI A POUCO AS FOTOS DOS PROPRIOS PAIS, TENDO SUA INTIMIDADE REVELADA.
    P A I S EDUQUEM SEUS FILHOS NA IGREJA E NA DOUTRINA DE NOSSO SENHOR JESUS SE NÃO AMANHÃ, PODERÁ SER MUITO TARDE, PARA PENSAR NISSO!

  8. betão's Gravatar betão
    28 de junho de 2011 10:02 Permalink

    A busca pelos 5 minutos de fama, tão incentvados pela mídia, tem levado as pessoas a se exporem cada vez mais nessas “redes sociais”. É a cultura da banalidade e do desprezo à privacidade. Soma-se a isto a falta de uma conduta moral,a falta de valores cristãos e o respeito mútuo. Acredito que vivemos um momento em que se faz necessário um urgentíssimo retorno a Jesus.

  9. GLENDA's Gravatar GLENDA
    28 de junho de 2011 10:24 Permalink

    NÃO CONHECIA ESTE TERMO.TENHO FILHOS ADOLESCENTES E GOSTEI DE SABER PARA PODER ENSINÁ-LOS A RESPEITO.OBRIGADA

  10. Cleber's Gravatar Cleber
    28 de junho de 2011 11:47 Permalink

    Quando feito usando da “má fé” ou inocência da pessoa é muito decepcionante!
    E a de analisar que tem muitas pessoas também que adoram se mostra pra outras e exibir seu corpo ou até mesmo suas intimidades sexuais,tem prazer em fazer isso.
    Temos que respeitar também concordando ou não com essa postura.

  11. Elisabeth Lira's Gravatar Elisabeth Lira
    28 de junho de 2011 12:07 Permalink

    acredito que isso pode mudar se nós cristãos tivermos a coragem de evangelizar com mais fevor e orar. principalmente nós jovens católicos que temos a força de Deus.

  12. Guilherme Vinícius's Gravatar Guilherme Vinícius
    28 de junho de 2011 13:12 Permalink

    Quem dar-se á o corpo como prova de amor, tenho certeza que diante o amor de Deus, isso não é amor e sim uma paixão enlouquecedora, e que para tristeza dos dois,eles queriam só o amor afetivo, e não o amor efetivo, do cuidado, conhecer mais, dar carinho. A maior prova de amor é a espera de se consagrar ao outro e conhecê-lo o melhor possível, infelizmente jovens cai nessa tentação, mas eu indico, dê um tempo para amizade, e depois peçam a Deus a resposta se isso pode ser um namoro. O amor não relação sexual, mas sim simplesmente lutar em busca da felicidade do outro, por que só fazendo alguem feliz, seremos felizes. Que Deus abençoe, paz e bem!

  13. thiago's Gravatar thiago
    28 de junho de 2011 14:45 Permalink

    realmente o assunto abordado eh algo muito sério, que deve ser realmente chamado atenção da galera! temos que ter cuidado,,,, Deus abençoe…

  14. ana flávia de oliveira lima's Gravatar ana flávia de oliveira lima
    28 de junho de 2011 15:10 Permalink

    Ana minha filha quando eu digo para tomar muito cuidado e principalmente prestar atenção nas pessoas e o que as pessoas fazem e dizem, porque a gente pode se surpreender achando que conhece as pessoas ,só a convivência e o tempo para nos mostrar verdadeiramente quem são as pessoaas. Bj

  15. Laura's Gravatar Laura
    28 de junho de 2011 15:23 Permalink

    Eu sou jovem e com cabeça pronta, e fico pensando, jovens bem mais jovem do que eu, adolescentes, fazem isso porque não há mãe e pai que protejam, ensinam, educam e cuidam de seus filhos. Está faltando amor entre pais e filhos. Adolescentes e jovens só fazem besteira porque não houve quem olhou por eles. Deus, tenha misericordia, ajude-nos a sermos mais obedientes à Ti!

  16. thales souza's Gravatar thales souza
    28 de junho de 2011 16:29 Permalink

    olha ,aconteceu quase a mesma coisa com uma amiga minha ano passado.infelizmente o ex dela fez isso com ela,e todos do colegio,outos bairros estavam com o video.Foi um choque no colegio.Mas ela graças a Deus continuou no colegio e continua estudando.Ainda bem que ela se saiu bem na situação e não fez nada com a vida dela.

  17. Rosa Maria de Lima's Gravatar Rosa Maria de Lima
    28 de junho de 2011 16:38 Permalink

    maravilhoso!Precisamos mesmo esclarecer para os jovens o grande risco de sua imagem em celular e internet.Usemos todas as formas possívesi para alcançara a juventude antes q seja tarde.Acho que vcs deveriam enviar textos assim para ems, facebook e outros para orientar.

  18. Diogo's Gravatar Diogo
    28 de junho de 2011 16:46 Permalink

    Irmãos, dou uma simples sugestão a todos: JAMAIS se exponha através de meios digitais. Lembre-se do seguinte: hoje em dia, tudo o que é digital é muito fácil de ser replicado, então, fazer uma coisa desse tipo só porque está apaixonada ou por qualquer outro motivo pode te comprometer pro resto da VIDA!!!
    Tudo hoje é digital… lembre-se disso… sua foto, filme, etc, pode estar tanto na Internet quanto nos computadores pessoais e ser replicado através de pendrives, bluetooth… além do mais, há uma infinidade de softwares mal-intencionados na internet. Então, tomem cuidado com uma simples exposição a uma WEBCAN pois pode causar danos irreparáveis psicologicamente, denigrir sua imagem, auto-estima, auto-imagem etc… Fiquem com Deus!

  19. ivonete gaspar de jesus's Gravatar ivonete gaspar de jesus
    28 de junho de 2011 18:33 Permalink

    e horrivel as pessoas estam perdendo o sentido das coisas cada vez mais a tecnologia esta avançando estam se espondo demais nao querem nem saber o que importa para essas pessoas e verem essas fotos horriveis na internete e preciso saber e conhecer mt bem o que estam do outro lado nao podemos confiar em tudo.

  20. José Wilamo Alves Pinto's Gravatar José Wilamo Alves Pinto
    28 de junho de 2011 19:09 Permalink

    Quem ama não exige, não chantageia mas se doa ao outro.

  21. PATY's Gravatar PATY
    28 de junho de 2011 19:31 Permalink

    ISSO ACONTECEU TAMBÉM EM MINHA ESCOLA AQUI NO NORTE DE MINAS GERAIS. A ADOLESCENTE INFELIZMENTE TEVE QUE MUDAR DE ESCOLA. ONDE ESTÃO OS PRINCÍPIOS ÉTICOS E RELIGIOSOS?

  22. Angela's Gravatar Angela
    28 de junho de 2011 21:24 Permalink

    Muito bom esse artigo. Isso sim deveria ser levado para escolas e até mesmo ambiente de trabalho. Precisa ser divulgado.Vou fazer minha parte, em passar para frente esse artigo.

  23. Clerismar's Gravatar Clerismar
    28 de junho de 2011 21:51 Permalink

    Está faltando limites aos adolescentes e jovens nos tempos atuais onde a tecnologia está em avanço a passos largos e ao mesmo tempo está se tornando ferramenta para todas as classes sociais. Os jovens não fazem idéia da ingenuidade que eles estão passando por ela. Pensam que são maduros o bastante para encarar uma tecnologia que a todo momento nos deixa reféns. É muita ingenuidade se deixar filmar ou tirar fotos eróticas pelo parceiro ou parceira. Falta pedir a Deus que nos dê os dons do Espírito Santo para nos iluminar.

  24. ELAINE's Gravatar ELAINE
    28 de junho de 2011 23:42 Permalink

    VAMOS REZAR PARA OS JOVENS DO MUNDO INTEIRO POIS ELES PRECISAM MUITO,ESTÃO EM FORMAÇÃO,SUAS CABEÇAS VIAJAM LONGE E ALGUMAS VEZES PARA A REALIDADE.

  25. getulio teixeira de aguiar's Gravatar getulio teixeira de aguiar
    2 de julho de 2011 16:36 Permalink

    Excelente tocar nesse assunto, mas é bom lembrar que a coisa é muito mais séria além do perigo mencionado e merece um estudo psicológico desse tipo de comportamento virtual que abrange jovens, adultos e até maduros, de todas as classes sociais e áreas profissionais.Parabens pelo alerta.

  26. Maria das Vitorias's Gravatar Maria das Vitorias
    6 de julho de 2011 22:16 Permalink

    isso é muito serio, hoje não podemos mais confiar rapidamente em ninguem, esse tipo de pedido jamais poderá ser aceito, se vc conhece alguem e de cara vem te pedir esse tipode coisa cai fora…

  27. cristiane's Gravatar cristiane
    12 de julho de 2011 00:49 Permalink

    Que pena que muitos jovens deixam ser influenciados pela mídia. Devemos nos preocupar com isso, são músicas, programas, novelas e tantos fazendo a cabeça dos jovens para o mal. Precisamos unir forças junto com a família contra esses valores que desumanizam as crianças, jovens e adultos. Saiba que somos livres, Deus nos fez livres para escolhermos entre o bem e o mal, mas devemos estar cientes das consequências das nossas escolhas. Um pai e uma mãe deve estar preocupados com aquilo que entra em suas casas. Fiquem com Deus!

  28. Caroline Almeida's Gravatar Caroline Almeida
    12 de julho de 2011 02:14 Permalink

    Infelizmente o “encardido” ele tenta de várias formas desfigurar a imagem de todos. Principalmente aqueles que buscam estar nos caminhos de Deus em especial “nós, jovens”. Isso é mais que um alerta. Precisamos cultivar a nossa identidade de um jovem Cristão, ter em mente que “Tudo me é permitido, mas nem tudo me convém”. Precisamos de ser jovens consciêntes de que para toda ação existe uma reação, seja ela contra ou a favor. Não deixemos que o “encardido” tenha espaço nas nossas vidas.

  29. cintia rocha santana's Gravatar cintia rocha santana
    5 de agosto de 2011 18:49 Permalink

    muito interessante a materia naum tinha conhecimento disso…
    E se isso não parar como vai prejudicar os jovens.

  30. José da Mota's Gravatar José da Mota
    30 de junho de 2012 06:28 Permalink

    O lado B das mídias Sociais. Duas em uma, as mídias sociais junto às tecnologias mais recentes são o maior sistema de espionagem já inventado pelo homem. Gravam tudo o que você fala e expõem em vídeo e fotos e textos para a eternidade. A Web foi criada para fins militares, é uma arma de espionagem, a maior delas. E continua sendo usada para isto. O resto é ilusão.rnAlteram suas regras, as mídias sociais, mudando todo o comportamento de uma sociedade e ou levando-a ao constrangimento porque expõe suas particularidades. Que só se fazia entre amigos íntimos ou às escondidas entre quatro paredes. Porque o usuário ainda se ilude que a Internet é algo privado, que só você ou quem você quer tem acesso às suas informações íntimas e particulares, naturalmente confidenciais como inclusive confidências verbais ou escritas feitas à algum(a) amigo(a).rnE o que é pior, em dois pontos: rnPrimeiro, existem organizações criminosas especializadas em criar armadilhas para pessoas comuns que vivem solitáriamente e usam a Internet em uma frequência maior. Transformando-as em reféns (vítimas) das próprias confidências, levando-as à navegações excusas, tenebrosas e às escuridões das trevas “também ciberneticas” as expondo e comprometendo com situações inimagináveis. rnSegundo: é uma mídia que está nas mãos de meia dúzia de empresas influenciando as massas, o planeta, e de alguma forma com os seus dados estatísticos extraídos dos segredos pessoais guardados em seus bancos de dados. Ameaçando a todo momento e ou constrangendo e inibindo os movimentos legítimos em defesa de suas pátrias. Também transformando seus usuários em reféns (vítimas) das próprias confidências, navegações secretas e exposições de suas estratégias políticas, quando não se aproveitando dos momentos pessoais, suas intimidades e particularidades verbais ou físicas. rnMesmo os Guerrilheiros, rebeldes, revolucionários e independentes são dependentes e submetidos às ações das plataformas que usam para “erguerem suas vozes” como: Facebook, twitter, Google, Yahoo, Gmail, hotmail, msn, Blog, Orkut, Linkedin, que srnap bancos de dados gigantescos que guardam as informções de todo o planeta com os seus IP´S. O que apelidei de era apocalÍPtica, com o maior´e único detentor da informação de todos inclusive das mídias sociais, o próprio grupo detentor da W W W, que controla tudo, cada virgula movimentada por todos eles.rnOs supercomputadores calculam estatisticamente tudo, baseado em informações pessoais para tomarem conclusões sobre mudança de comportamento à até um golpe de estado em uma nação, e como e onde se aproveitar disso.rnComo exemplo, de nome sugestivo, No Brasil temos o Tiranossauro, apelidado de Tirano, é um supercomputador da receita federal brasileira que cruza dados de seu cartão de crédito, imóveis (cartórios), contas bancárias de mais de 170 bancos, conta telefônica, plano médico, chegando `a mais de 30 opções de cruzamentos de informaçoes, hoje. Com tendência a aumentar sempre, vasculhando a vida fiscal e financeira de todo cidadão brasileiro e em milésimo de segundos.rnImagine os supercomputadores que calculam estatisticas via mídias sociais, WEB, bancos de dados, identidade digital de voz nos bancos de dados das empresas telefônicas e etc?rnEsta na hora de criar um movimento que crie alternativas para que não fiquemos à mercê de meia dúzia de detentores desta tecnologia. Criar e fortalecer outras mídias sociais em bancos de dados independentes e seguros de privataria e acabar com o monopólio midiático e de espionagem que se instalou na Internet.rnJosé da Mota.rnComentário para artigo publicado no blog de Altamiro Borges, para artigo de Luiz Carlos Azenha.

  31. Wender Marcelo de Moraes's Gravatar Wender Marcelo de Moraes
    19 de novembro de 2013 08:33 Permalink

    A educação esta deixando de ser obrigatório, e muito acham que é um sintoma “doença”, pois o que é legal e radical é a exposição. Temos de ser mais sábios e mostrar aos adolescentes imaturos que a realidade é outra, e que poderão pagar o grande preço no futuro com tal exposição. Nós pais temos de mostrar aos nossos filhos que nosso corpo é templo do Espirito Santo e devemos conservar e mante-lo purificado. Pois o que muitos consideram um sintoma “doença” é um grande virtude de Deus.

  32. Márcio Loiola's Gravatar Márcio Loiola
    19 de novembro de 2013 11:40 Permalink

    Discrição e caldo de galinha não fazem mal a ninguém

  33. David monteiro's Gravatar David monteiro
    19 de novembro de 2013 15:21 Permalink

    vejo essa matéria como educação digital….. parabéns pelo artigo!

  34. Nathiane Capibaribe's Gravatar Nathiane Capibaribe
    19 de novembro de 2013 22:12 Permalink

    Olá, muito boa a matéria, como jornalista gostaria apenas de corrigir o nome do aplicativo de mensagens instantâneas que se chama: WHATSAPP, De “what is” e app de aplicativo! Na matéria foi digitado Watsapp. rnrnSeria bacana vocês terem incluido também o SNAPCHAT!

  35. Juliana Sanches's Gravatar Juliana Sanches
    20 de novembro de 2013 00:14 Permalink

    Excelente reportagem! Contemporânea, realista e com dados concretos! Um alerta à juventude carente que busca no mundo um “amor” superficial. Obrigada por abrir os olhos de nossos jovens! Fiquem com Deus!

  36. Vitor Hugo's Gravatar Vitor Hugo
    16 de maio de 2015 10:17 Permalink

    oque achei engraçado nesse TEXTO é que quem o escreveu pelo visto não sabe oque é a palavra imparcialidade, exlorando apenas um lado da historia e esquecendo do outro, tratando pequenos ” ADULTOS ” como se fossem bebes de colo e como não tivessem consciência do que fazem, quem dera se a realidade fosse só essa, quem derá se fossem só um casal de namorado, mais viver em um pais “LIBERALISTA” culturalmente e socialmente aonde a palavras regras e limites não existem,faz com que crianças, jovens, adultos e velhos, tenham comportamentos mais libertarios, ” faço oque gosto, faço oque quero, e ninguém tem nada haver com a minha vida ” e as pessoas aos poucos vão demonstrando seus instintos selvagens,como se vivesse-mos ainda nos tempos das cavernas,aonde vale tudo, e tudo vale, Vale beijar na boca, vale transar, vale fumar maconha, vale estuprar,e assim caminhamos a uma sociedade doentia, aonde o CARATER E A INDOLE NÃO EXISTEM MAIS, aonde meninas de 8 anos em prol de ter seguidores e curtidas resolvem se masturbar com brinquedos eroticos em um web cam e espalhar seus videos para ver quantos a acharam mais sensual e bonita, colocar culpados como se fossem vitimas, é so mais um erro brutal de quem não quer mostrar o outro lado