Mulher, o socorro de Deus para o homem

Mulher e sua identidade / Reportagens

Por Fernanda Soares
Revolução Jesus 

Ao ler o título deste artigo, talvez você se pergunte: “Se eu não estou conseguindo socorrer nem a mim, como vou socorrer esse homem (pai, irmão, namorado, amigo) ao meu lado?”. Talvez você fique assustada com a responsabilidade de ser o socorro de Deus para o homem.

Na Sagrada Escritura, em Gênesis, está escrito que “Deus viu que não era bom que o homem estivesse só e lhe fez uma auxiliar adequada” (Gênesis 2,20).

A palavra “auxiliar” nos causa um certo incômodo, afinal, logo pensamos que seja algo inferior. Quando escutamos definições como “auxiliar de escritório”, “auxiliar doméstica”, “auxiliar de serviços gerais”, isso não nos cai bem, porque parece algo inferior ao homem. Porém, na origem da palavra “auxiliar” – que vem do hebraico ezer kenegdo -, encontramos seu real significado: socorro de Deus.

Deus confiou a nós mulheres a missão de socorrer o homem, independentemente de qual seja a sua necessidade: espiritual, física, psicológica ou profissional. Temos de ajudá-lo em sua humanidade tão necessitada de amor e compreensão.

O nosso papel, na vida de um homem, é conduzi-lo a Deus, socorrendo-o justamente naqueles momentos em que ele já não sabe mais o que fazer.

Agora, quero lançar um desafio a você, que não é tão difícil: experimente tirar o peso da responsabilidade e encare esse papel com uma óptica diferente, ensinada por Jesus: a óptica do amor! Quanto mais amarmos esse homem, cuidarmos dele, o respeitarmos e zelarmos por ele, mais perto de nós ele estará, mais homem ele será, porque se sentirá amado e curado.

“Deus viu que não era bom que o homem estivesse só e lhe fez uma auxiliar adequada” (Gênesis 2,20)

É a gratidão da mãe que vê o filho crescendo com maturidade e ética na vida, é a alegria da esposa que vê, no marido, a realização dele como homem e profissional, é a bênção da amiga que vê, no amigo, o sorriso de quem superou um desafio com a sua ajuda.

Não é um peso, mas uma ajuda ao Senhor para construir um homem novo para um mundo novo!

Você, mulher, tem um papel insubstituível a desempenhar na vida de um homem, mas fique tranquila, porque Deus, em Sua infinita bondade e sabedoria, já pensou em tudo e, por isso, concedeu a você tantos dons e talentos. Você já traz as “ferramentas” necessárias para ser esse socorro, para moldar esse novo homem. Quer ver um exemplo simples? Dentro de você existe uma dedicação profunda, uma habilidade para superar grandes obstáculos e uma visão ampla capaz de contemplar a beleza escondida atrás da montanha. Mas como isso pode ajudá-lo? Vou ampliar a sua visão.

Confira o especial ‘Mulher e sua identidade’

Quantas vezes você percebe que aquele seu companheiro não está muito bem e você se senta ao lado dele, puxa um assunto e ele, meio inibido ainda, começa a partilhar com você? Daqui a pouco, conta-lhe tudo o que está acontecendo. Então, você começa a mostrar a ele o outro lado, mostrar que tem jeito, ensina-o a ver  que nem tudo está perdido.

Outro exemplo é quando seu marido chega em casa e diz que perdeu o emprego. Você, mesmo sabendo que não vai ser fácil, começa a monstrar a ele as qualidades que ele tem e a motivá-lo a procurar um novo emprego.

Viu só? Essas são apenas algumas das ferramentas que você já traz em sua essência. Tenho certeza de que, se você olhar um pouquinho para dentro de si mesma, encontrará inúmeras maneiras que poderão auxiliá-la. Deus já lhe deu dons e talentos, agora, cabe a você usar essas “armas” para conduzir o homem para o céu! Só depende de você.

Veja mais:

Homem e mulher: diferenças que se completam

A mulher nasceu para ser mãe

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!

6 Comments to Mulher, o socorro de Deus para o homem

  1. Sônia Regina Simonelli's Gravatar Sônia Regina Simonelli
    7 de junho de 2012 13:56 Permalink

    nossa fiquei muito feliz e edificada pelo assunto abordado aqui!!! obrigada e deixo registrado, como foi de suma importância as orientações abordadas!!! foi de grande valia e nesse espírito de gratidão vou partilhar tb no meu face pra todos os meus amigos de perto e de longe!!! bjus e que Deus continue brilhando Sua Luz sobre todos vcs!!!! <3

  2. Nara's Gravatar Nara
    26 de fevereiro de 2013 23:27 Permalink

    Gostaria de deixar minha humilde opinião. Sou cristã praticante e não concordo com esta frase dita em Gênesis. Frases que deixam duplo sentido e vários significados podem ser um perigo para quem não conhece mais de um significado. ‘Auxiliar’ também tem o significado de secundarismo. Diferente da lingua anglo-saxônica, o latim que dele derivou o nosso português dão brechas, significados a uma só palavra, podendo ser semelhantes ou igual. A Bíblia traduzida possuem palavras machistas e egoístas. Quem as escreveu? Os homens daquela época. Por intermédio de Deus? Assim eu ouvi e creio que sim. Mas Deus escreve certo por linhas tortas, certo? Logo, em um tempo imperialista não se podia esperar outra coisa. Jesus veio para salvar, mas veio para ensinar sobre a justiça e o amor. Seguia-o quem quisesse, pois a injustiça e maldade continuariam já que Ele não propôs felicidade neste mundo que não era mais nosso. Satanás o tomou para si. Uma Bíblia fruto do intermédio de Deus e do pecado de quem a escreveu, é assim que eu vejo como é a Bíblia e porque as palavras são ditas dessa forma, principalmente com relação à mulher. Hoje, vemos padres e religiosos de montão pregando a importância da mulher no mundo. Se isso tivesse ocorrido naquele tempo, com certeza as coisas poderiam ser mais diferente. A beleza do ser feminino sempre foi camuflada e escondida como pássaro aprisionado na gaiola. Mas a culpa se dá exclusivamente do homem, do ser masculino? Também não vejo dessa forma. Vejo sim, que Satanás transformou a responsabilidade do homem (que era cuidar e proteger a sua companheira, carne de sua carne, metade dele), e usou das habilidades masculina (força) para escravizar os mais frágeis aos seus olhos. Por isso a escravidão nasceu, dividindo raças, credos, sexo, idade, condição financeira, e por ai vai. As mulheres sofreram como vítimas do machismo imperialista, enquanto os homens sofriam por serem usados por Satanás para impor a força, violência e maldade. Jesus era avançado para todos os povos, mas nasceu na época e dentro de um povo que precisava muito ser lapidado e liberto das garras de Satanás. Tanto homem quanto mulher foram vítimas de Satanás. Dai criou-se a guerra dos sexos ao passar dos anos. Um só não basta, e não basta ter medo de enfrentar a sociedade patriarcal que determina como a regra deve ser e que não pode ser maleável ou analisada conforme as mudanças sociais. Quem pensa assim, mantendo o povo (raça, sexo, idade) sob o seu domínio, ofertando pouca leitura, migalhas de pães e um pouco de falso lazer aos pequenos e frágeis, com certeza prefere alimentar assim seu gado, na ignorância e na falta de coragem e atitude para rejeitar uma opção não escolhida por si próprio. Portanto, esse papo de que, ‘Deus não achou bom que o homem ficasse sozinho’, é fraco demais. Deus simplesmente não criou a mulher porque achou que o homem ficaria inocentemente em perigo. Eu creio no mesmo Deus destes cristãos, porém, eu creio que ele é mais justo. Creio que ele já tinha um propósito quando resolveu criar o ser humano, subdividindo na mulher e no homem para se tornarem uma só carne. A Bíblia já foi escrita, mas graças às pessoas que se dedicam à justiça divina e ao seu conteúdo bíblico, escrevem livros católicos para esclarecer o mínimo possível sobre a Palavra certa em linha torta. E quem não fizer isso, com certeza não sabe que os primeiros que serão julgados serão nós mesmos, católicos, aqueles que tem a Deus, mas não pratica a sua justiça.

  3. larissa's Gravatar larissa
    8 de março de 2013 16:51 Permalink

    Lindo texto. Me identifiquei bastante.

  4. Fred's Gravatar Fred
    10 de novembro de 2014 11:49 Permalink

    to precisando muito deste socorro

  5. Leandro's Gravatar Leandro
    18 de dezembro de 2014 14:29 Permalink

    Hoje a mulher em vez cooperar, só quer e competir, isso deve ser complexo de inferioridade. Só quem é superior é Deus, homem e mulher são seres humanos e pronto!nÉ mais fácil a mulher olhar o marido como um perdedor, quando este sai do emprego ou sofre alguma baixa. Infelizmente esse tipo mulher, feminazista, como a Nara acima, é só o que se encontra hoje.

  6. Lindalva Cordeiro Lopes's Gravatar Lindalva Cordeiro Lopes
    31 de janeiro de 2015 13:34 Permalink

    É preciso muito cuidado, há uma tendência em distorcer a bíblia e querer colocar a mulher como subalterna, segundo lugar, submissa. Mulher é um ser humano e por isso é preciso que certos “valores” de opressão caiam por terra. Vemos muitas mulheres maltratadas até em casamentos ditos cristãos. Pois os homens têm aquela ideia distorcida que eles são os maiorais, que devem sempre dar a última palavra, que mulher se disciplina com gritos, empurrões. E muitas mulheres por terem sido doutrinadas de que elas são sempre as culpadas, devido ao pecado de Eva, aceitam tudo e vivem uma vida de sofrimento e opressão. Casamento é parceria, troca, acordo, cumplicidade, não há lutar para um ser suprassumo e o outro por baixo, oprimido. Vamos esclarecer as coisas para que muitas irmãs não perpetuem uma vida de humilhação e anonimato.