Atividades culturais marcam segundo dia da JMJ

artigos / Jornada Mundial da Juventude / Reportagens

Por Daniel Machado
Enviado especial a Madri

Um dia cultural e 100% jovem no qual Madri acolheu as mais diversas expressões de fé do mundo e a fé do mundo se apresentou em Madri. Foi assim o segundo dia da Jornada Mundial da Juventude 2011, nesta quarta feira (17), na qual atividades culturais, artísticas e espirituais foram apresentadas aos peregrinos que estão na capital espanhola para a 26ª edição da JMJ.

À esquerda, exposição da famosa Igreja da Cataluña Sagrada Família. À direita apresentação do teatro que conta vida dos mártires do século XXI

Depois de terem participado das diversas catequeses pela manhã, a parte da tarde ficou por conta das atividades espalhadas pela cidade-sede do evento juvenil, como visita aos museus, exposições artísticas, shows, danças, teatros, adorações Eucarísticas, recitais de poesia e muito, muito mais.

Um destaque para o cine JMJ, que projetou várias sessões de filmes já consagrados, como “Katyn, uma história que Stalim não contou”, “A Paixão de Cristo” e “Crônicas de Nárnia III”. Além disso, várias apresentações de teatro e musicais, como o “Pelicano, Mártires da Fé”, que narra a história dos mártires do século XXI e o Musical Wojtyla, apresentado pelos irmãos portugueses, foram algumas das atividades de relevância nesta quarta (17)

Jovens curtiram vários shows espalhados pela cidade

E como falar de jovem e não falar de música? Por vários lugares da capital espanhola, palcos com bandas diversas se apresentaram aos peregrinos. No palco Madri-Rio, situado próximo à estação Príncipe Pio, a Banda Dominus fez a cidade balançar com o ritmo bem brasileiro.

No Parque do Bom Retiro, um dos mais famosos de Madri, várias bandas se revezavam no palco principal. Até uma roda de capoeira fez sucesso entre os peregrinos no famoso ponto turístico da cidade.

Mas para quem queria um “sossego”, bastava sentar ou colocar a conversa em dia na grama do parque, visitar a exposição da monumental Igreja da Sagrada Família, do arquiteto catalão Antoni Gaudí, ou conferir as várias expressões dos carismas da Igreja na “feira vocacional”.

Foram ao todo mais de 300 atividades espalhadas pela cidade para que o peregrino desfrutasse do melhor que a Igreja e a infraestrutura de Madri têm a oferecer. Até o fim da JMJ, estas atividades continuam em vários lugares da cidade-sede. Quem veio a esta JMJ 2011 ainda tem muito o que conhecer e experimentar.

Veja uma das atividades deste dia em Madri

.

Tem algo a dizer sobre o tema? Participe!